sábado, 17 de novembro de 2007

Tudo isto existe, tudo isto é triste, tudo isto é [en]fado...



o que me surpreendeu e incomodou, muito sinceramente, não foi o discurso deste senhor, - reacção/possibilidade tão remota quanto onírica considerando a mediocridade do seu q.i., [irremediável desgraça... jamais conseguirá tal proeza, pois... pau que nasce torto... já perdi toda e qualquer esperança...]. O que me surpreendeu e incomodou, foi precisamente o ruidoso risinho* cínico e o som nauseante das palmas dos outros,... seus "serviçais".
Mais dois segundos e ficaria com urticária de bradar aos céus! Mais dois segundos e juro que o belo
muffin de passas que degluto ainda com certa dificuldade e o belo néctar de alperce que escorrega pelo esófago abaixo acabariam por ver apenas o fundo da minha sanita branquinha.
A boa (?) notícia a registar deste lastimoso momento é a curta duração do segmento:
2 minutos e 19 segundos...apenas. A sanita agradece. E o meu estômago também.


*espero que este sorrisinho seja tudo, ou nada, menos contagiante.


muffin algum conseguirá conter um dia a doçura da minha Língua...

4 comentários:

andreia disse...

Ah!
E o Gomes a dormir... hehehe!

Bejinhos!

hiddentrack disse...

Uma visão... curiosa!

:P

Lara disse...

andreia: acordá-lo para quê? :)

mr. e.: a visão de quem? a do senhor bush? a minha anda muito, muito mal... o valor das minhas dioptrias estão a aumentar a um ritmo alucinante, sem dó nem piedade, estou miopinha da silva :P.

aos dois, pergunto: a nossa Língua é mesmo deliciosa, não é?

:)

***vossos

hiddentrack disse...

a do senhor bush, "nã"!!! pfffffff, quem lhe dera conhecer-me(-nos)!

estava-me a referir à da sanita, ironicamente.

muito deliciosa mesmo! **

Afterimage

Disparou. Tocou. de raspão. quem. Alguém. «foi*».

_- - -__...|.|